O estado da
compensação 2021-22

Um estudo sobre o futuro do trabalho e o trabalho do futuro

O mundo mudou, e nós mudámos com ele. A forma como trabalhamos é uma das mais profundas manifestações da mudança que testemunhamos todos os dias. Detalhamos as conclusões das respostas de mais de 800 participantes.

Pontos de destaque

Sumário
Participantes
Flexibilidade no trabalho
Flexibilidade de horário
Benefícios flexíveis vs. Compensação tradicional
Diversidade e inclusão
Sumário
Participantes
Flexibilidade no trabalho
Flexibilidade de horário
Diversidade e inclusão
Benefícios flexíveis vs. Compensação tradicional

Sumário

“O estado da compensação 2021-22” avalia quatro dimensões relacionadas com o futuro do trabalho e o trabalho do futuro, analisando a crescente adoção de políticas de benefícios flexíveis como práticas cada vez mais relevantes na atração e na retenção de talento.

Quais os benefícios mais usados pelos portugueses?

Participantes

As respostas ao estudo foram recolhidas entre 18 de outubro e 9 de novembro de 2021, através de um questionário online de participação livre. O estudo contou com a colaboração de 814 pessoas.

Participação por indústria

Flexibilidade no local de trabalho

O sítio de onde trabalhamos alterou-se radicalmente nos últimos anos. Em Portugal, a lógica de trabalho presencial divide agora a atenção com o crescimento das dinâmicas de trabalho híbrido e remoto.

Qual é o modelo de trabalho atual dos portugueses?

Flexibilidade de horário

A flexibilidade é, atualmente, uma realidade na hora de avaliar a lógica do horário laboral dos participantes. A gestão e organização do tempo, e a possibilidade de redução da semana laboral para uma lógica de quatro dias são desafios atuais dentro desta dimensão.

Quanto horas trabalham os portugueses por dia?

Diversidade e inclusão

Assegurar a construção e manutenção de equipas diversas, em todos os níveis da organização, é um desafio premente e atual. As discrepâncias em matéria de representatividade de género continuam.

Qual é a representatividade de género nas empresas portuguesas?

Benefícios flexíveis vs. Compensação tradicional

A forma como os colaboradores são remunerados pelo seu contributo nas organizações tem sofrido transformações em matéria de flexibilidade, personalização e diversificação. Os modelos de compensação flexível são uma tendência crescente.

Considerando as isenções fiscais existentes, os portugueses sentem que o acesso a benefícios flexíveis lhes permite maximizar o rendimento mensal?

O que descobrimos...

Benefícios flexíveis
Apenas 10% dos inquiridos sente que o acesso a benefícios flexíveis nunca lhes permite maximizar o rendimento mensal.
Salário com benefícios
Dois em cada três colaboradores preferem um salário bruto anual de €21.000 e €5.000 em benefícios do que um salário bruto anual de €25.000.
4 dias de trabalho
Quase 60% dos participantes gostava de experimentar a semana de 4 dias de trabalho, mantendo 40 horas laborais semanais.

Interessado em saber mais? Lê o estudo completo e partilha-o com os teus contactos.

Explora os resultados

Curioso para conhecer os resultados mais em detalhe? Experimenta filtrar e ligar outros pontos, e tira as tuas conclusões.

Contamos com a confiança
de mais de 500 empresas e 10.000 colaboradores

Nuno Simões
Diretor de Capital Humano
PwC Portugal, Cabo Verde e Angola
Maia Pedro
A Coverflex deu-nos a possibilidade de personalizar a oferta de benefícios, de passar a gestão de escolhas aos colaboradores e de lhes dar flexibilidade para acompanhar as suas vidas.
Rita Franca
Perdíamos muito tempo com a gestão diária e tarefas administrativas. A Coverflex veio mudar isso. É muito fácil de implementar, perceber e gerir, o que nos traz tranquilidade e confiança no dia-a-dia. Sabemos que estamos a oferecer o melhor aos nossos colaboradores e a fazer uma gestão mais eficiente dos nossos recursos.
Paulo Cunha
Consegui juntar num só sítio tudo o que estava a gerir separadamente e isso poupou-me imenso tempo. É um alívio deixar de ter de "micro-manage" estas coisas.
Mário Ribeiro Alves
Com a Coverflex, conseguimos fazer previsões realistas. No final do mês, não vamos estar a pagar taxas por utilização nem a acrescentar custos por serviço. O valor é transparente e fixo.
Irene Vieira Rua
HR Director
Doutor Finanças
Nuno Simões
Diretor de Capital Humano
PwC Portugal, Cabo Verde e Angola
Irene Vieira Rua
HR Director
Doutor Finanças
Rita Franca
Perdíamos muito tempo com a gestão diária e tarefas administrativas. A Coverflex veio mudar isso. É muito fácil de implementar, perceber e gerir, o que nos traz tranquilidade e confiança no dia-a-dia. Sabemos que estamos a oferecer o melhor aos nossos colaboradores e a fazer uma gestão mais eficiente dos nossos recursos.
Maia Pedro
A Coverflex deu-nos a possibilidade de personalizar a oferta de benefícios, de passar a gestão de escolhas aos colaboradores e de lhes dar flexibilidade para acompanhar as suas vidas.
saber mais sobre a Coverflex

Descobre agora qual é o estado da
compensação em Portugal.