Indústria
Consultoria e gestão
Localização
Porto, Portugal
Cliente desde
março de 2021
Número de colaboradores
11-50

Praticar a individualidade, benefício a benefício

A história da All The Way

Coverflex é uma solução muito flexível
Há um impacto positivo na atração e retenção de talento
Os colaboradores têm mais autonomia

O facto de poder usar os diferentes componentes e poder modificá-los à minha maneira e como eu quero é o que facilita muito o nosso dia a dia, e é isso que toda a gente quer.

Raul Vaz
,
Project Manager

Horário flexível, mais dias de férias (33 dias por ano, para sermos mais exatos) para dar às pessoas o tempo necessário para gerirem a vida e o trabalho, a possibilidade de trabalhar quatro dias por semana ou promoções antes de uma licença de maternidade. Na consultora All The Way, a medida da compensação é a medida dos colaboradores. E, por isso, todos têm acesso a oportunidades diferentes. “Felizmente, conseguimos ser flexíveis e ir ao encontro do que as pessoas precisam, no dia a dia, não ser só palavras bonitas. Tentamos, acima de tudo, ser uma rede de suporte”, assinala Bruno Monteiro, cofundador da consultora com sede no Porto.

Fundada em 2014 por Bruno Monteiro e Tiago Ribeiro dos Santos, a All The Way nasceu muito ligada ao background dos dois sócios fundadores, que tinham trabalhado juntos em consultoras maiores. “A certa altura passou-nos pela cabeça aquilo que passa pelas cabeças de 80% das pessoas e que as leva a sair das big four: a ideia de que era ótimo fazermos o que fazíamos, selecionando meia dúzia de pessoas, e fazendo disso futuro a título pessoal”.

Primeiro a trabalhar com benefícios fiscais e incentivos financeiros (para projetos de investimento das empresas) e, mais recentemente, também numa área de corporate finance - transações, angariações de capital, rondas de investimento -, a consultora integra atualmente uma equipa de 12 pessoas. “Reunimos numa só equipa uma proposta de valor que faz o nosso modo de vida mas de uma forma mais descontraída e mais flexível”, assinala Bruno Monteiro, em conversa com a Coverflex.  

O desafio

Na procura de talento, a equipa da All The Way quis integrar pessoas que tivessem não só uma dinâmica que ligasse bem com a visão do trabalho como uma partilha de valores, entreajuda e formação transversal. “Tentamos ter uma equipa o mais homogénea possível em termos de valores. Por isso, temos pessoas com experiência, escolhidas a dedo, porque queremos dar a um mundo mais frio, financeiro, da forma que é mais correta. Diria que a All the way é isto”, sublinha Bruno.

Essa diversidade foi também um desafio na hora de encontrar uma solução que servisse a todos e a cada um. “Como trabalhávamos na área fiscal, uma parte das soluções que a Coverflex agrega, nós já as utilizávamos. Cartão de alimentação, PPRs, cheques infância. No entanto, isto não retira nada à forma como a Coverflex encaixou como uma luva nas nossas necessidades”, sublinha o responsável.

Por isso, ao mesmo tempo que iam procurando pessoas com experiências nas três áreas de atuação, mais esses perfis específicos, tinham experiência numa franja de remuneração, na qual interessa a proposta de valor, a perspetiva de carreira e as condições líquidas que a empresa consegue proporcionar. “Normalmente este tipo de políticas são muito rígidas porque as empresas estão preocupadas com a existência de exceções. No nosso caso, conseguimos ir ao encontro da situação individual e da perspetiva imediata. E, a médio prazo, de cada uma das pessoas. Eu diria que todas as pessoas têm um package salarial muito adaptado àquilo que são as suas necessidades, seja a questão dos vales de infância, do PPR, educação. Sempre procuramos encontrar, para cada pessoa, a solução mais otimizada daquilo que a pessoa pretende. E portanto, uma solução como a da Coverflex veio poupar-nos mensalmente horas de documentação e contactos”, explica. As contas de Bruno Monteiro apontam para uma poupança mensal de entre três e cinco horas, que a All The Way passava em conversas com a seguradora dos PPR, com o seguro de saúde, o de acidentes de trabalho ou a tratar da emissão de vales infância. “Admito que a Coverflex seja uma solução ótima, mesmo para quem está a criar do zero. Mas não deixa de ser uma solução incrível para quem, não estando a começar do zero e tendo até conhecimento das soluções - o nosso caso -, vê nisto uma forma incrível de ser muito mais eficiente a fazer o que faz”, diz.

A solução

Raul Vaz, project manager da All The Way, acredita que o facto de a Coverflex “poder dar soluções em que as pessoas sentem a liberdade de escolher é importante”. “Tradicionalmente, as soluções são muito rígidas. O facto de poder usar os diferentes componentes e poder modificá-los à minha maneira e como eu quero é o que facilita muito o nosso dia a dia, e é isso que toda a gente quer”, sublinha, sobre os benefícios da plataforma.

Bruno Monteiro simplifica: “A Coverflex encaixa naquilo que eram as nossas necessidades de gestão, mas também impacta na atração e na retenção de talentos. Temos ganhos óbvios em trazer as melhores pessoas, mas também na retenção. Esse é o segundo enormíssimo ganho com a Coverflex, para além da eficiência na gestão e visibilidade do colaborador. A Coverflex é uma pedrada no charco. Entrou, e entrou com impacto. Mesmo os concorrentes tiveram de se mexer para acompanhar, porque criou uma dinâmica que é adaptável a todas as empresas, seja uma novidade de raiz, seja um upgrade ou apenas um reflexo do que já existia”, diz. E, se tivesse de resumir as vantagens, seriam, sem ordem especial, a capacidade de reportar, atrair e reter pessoas, e, em termos de gestão, ganhos de eficiência muito significativos, e a autonomia que permite aos colaboradores.

“Há uma reciprocidade inerente à cultura e valores intrínsecos, que os fundadores pretendem transmitir e partilhar, com meritocracia e responsabilidade. Esta cultura inclusiva, de fazermos todos parte de um grupo que está virado para o mesmo, significa que dão no sentido em que já receberam”, sublinha Raul Vaz.

“Sob qualquer perspectiva, mesmo para uma empresa já com uma política de compensação interessante, a Coverflex veio facilitar tudo, foi um elemento que tornou o processo muito mais fluido, mais oleado, muito mais visível, e mais transparente também. E, do ponto de vista de quem gere, essa transparência é um enorme ativo junto das nossas pessoas. Porque torna também visível o que temos para oferecer”, detalha Bruno Monteiro.



Esta história foi publicada pela primeira vez no blog da Coverflex em fevereiro de 2022.

Benefício favorito do Bruno: Tecnologia

Outras histórias sugeridas

A Coverflex como alavanca para benefícios
ver história
Flexibilidade como palavra de ordem
ver história
Construir pontes tem tanto de engenharia como de tecnologia
ver história

Descubra a Coverflex

Junte-se a mais de 2.000 empresas e 34.000 utilizadores que já usam a Coverflex e torne-se parte da revolução que simplifica a compensação para gestores, contabilistas e colaboradores.