Salário líquido

salário

O salário líquido em Portugal é o montante que uma pessoa recebe pelo seu trabalho após descontar os impostos e outras deduções obrigatórias, como contribuições para a Segurança Social (11%), do salário bruto. É o valor que chega à conta bancária do trabalhador depois das feitas as deduções e reflete o seu poder de compra efetivo, sendo a referência crucial para o planeamento financeiro pessoal e o que é tido em conta se for preciso pedir um crédito bancário, por exemplo.

Por exemplo, se uma pessoa tem um salário bruto de 1000 euros e tem de pagar 200 euros de IRS (Imposto Sobre o Rendimento das Pessoas Singulares) e 110 euros de contribuições para a Segurança Social, o seu salário líquido será de 690 euros (1000 euros - 200 euros - 110 euros = 690 euros).

Como se calcula o salário líquido?

As principais deduções do salário bruto são as contribuições para Segurança Social e a retenção na fonte de IRS, pelo que, para calcular o salário líquido, é necessário determinar primeiro esses descontos. Atualmente, a Taxa Social Única (TSU) é de 11% do salário bruto. Logo, multiplicar o salário bruto por 0,11 dá o valor que será descontado para a Segurança Social. Retirando este valor ao salário bruto, temos a base tributável, que é o valor usado para calcular a retenção na fonte de IRS. Além disso, a taxa de retenção na fonte varia consoante o valor da remuneração e o agregado familiar, pelo que é essencial ter estes elementos em conta. Por fim, também os subsídios e benefícios tributáveis devem ser calculados, sendo que muitos deles têm uma tributação autónoma. Retiradas todas estas deduções do salário bruto, obtém-se o salário líquido.

No items found.