S

e há a necessidade, para todas as pessoas, de ir ao médico fazer check-ups para assegurar o mais possível a saúde física, o mesmo acontece quando se trata da saúde mental. É fundamental estarmos cientes daquilo que sentimos, tanto com frequência como pontualmente, em relação às mais variadas vicissitudes das nossas vidas. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o impacto global das doenças mentais é visivelmente crescente. Cinco das dez principais causas de incapacidade no mundo são problemas de saúde mental, que são tão relevantes e notórios em países tanto menos quanto mais desenvolvidos, independentemente da idade, do género e da estratificação social das pessoas.

Levar uma vida ativa, beber água com frequência, ter uma alimentação saudável, manter contacto frequente com as pessoas mais próximas de nós - tudo isto é meio caminho andado para uma mente e um corpo sãos, e tudo isto parece fácil (e aliciante!).

Mas… e quando a data de entrega daquele projeto se aproxima? Íamos ao ginásio hoje, mas se calhar vai ter de ficar para amanhã. E quando começamos o dia com uma lista de afazeres razoável e somos subitamente rodeados de urgências e prioridades? Aquele jantar com os amigos talvez tenha de ser adiado... E quando é tudo “para ontem”? Um objetivo tão simples como ir enchendo o copo de água que temos ao lado torna-se uma tarefa quase impossível, e os ingredientes para cozinhar ficam no frigorífico enquanto nos servimos de uma peça de fruta, uma barra de cereais ou comida congelada - porque não há tempo para mais.

Tempo. Um terço, em média, do tempo total das nossas vidas é passado a trabalhar - sem contar com horas extra. É imperativo que tenhamos também tempo para apostar em métodos que nos ajudem a priorizar a nossa saúde mental - que anda de mão dada com a nossa saúde física -, garantindo que a pomos em primeiro plano.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o impacto global das doenças mentais é visivelmente crescente. Cinco das dez principais causas de incapacidade no mundo são problemas de saúde mental, que são tão relevantes e notórios em países tanto menos quanto mais desenvolvidos, independentemente da idade, do género e da estratificação social das pessoas.

O Diretor-Geral da OMS, Dr. Tedros Adhanomn Ghebreyesus, considera que "a pandemia veio relembrar novamente que a saúde mental é tão importante como a saúde física". Se, por um lado, trouxe a flexibilidade acrescida de trabalhar de casa e de uma gestão mais assíncrona do nosso tempo, por outro trouxe um distanciamento que, embora devesse ter sido apenas físico, acabou por ser social também, aumentando consideravelmente, na grande maioria das pessoas, a sensação de isolamento e de solidão emocional.

É fundamental que reservemos tempo para apostar em meditação, exercício físico, aulas, leitura, consultas com profissionais na área da saúde mental, que encontremos formas de trabalhar em nós, que encontremos aquilo que nos move e que nos deixa felizes, tranquilos, saudáveis, em contacto connosco. Que nos encontremos.

"É imperativo que a sociedade ganhe consciência do impacto da solidão na vida de cada indivíduo e de toda a comunidade", diz Rafael Ramos Ribeiro, Investigador Assistente em Psicologia Social no ISCTE. "As revisões de literatura mais recentes e minuciosas apontam que o isolamento social e o sentimento de solidão podem aumentar o risco de morte em 26% e 32%, respetivamente. Como o professor John Cacioppo, neurocientista conceituado com mais de 21 anos de investigação sobre os efeitos da solidão, referiu em 2016: «A solidão é como um iceberg: vai muito mais fundo do que aquilo que conseguimos ver»".

Se tomar conta da nossa saúde mental era algo fundamental antes da pandemia, hoje em dia é uma necessidade premente.

É fundamental que reservemos tempo para apostar em meditação, exercício físico, aulas, leitura, consultas com os mais variados tipos de profissionais na área da saúde mental, que encontremos formas de trabalhar em nós, que encontremos aquilo que nos move e que nos deixa felizes, tranquilos, saudáveis, em contacto connosco. Que nos encontremos.

O que a Coverflex pode fazer por ti

Na Coverflex temos parcerias, incluídas na nossa oferta de benefícios, com entidades nas mais variadas áreas, nomeadamente na área da saúde mental. Queremos dar às empresas a oportunidade de oferecer aos seus colaboradores condições e ferramentas para que estes não só não descurem a sua saúde mental como ativamente invistam nela.

Os nossos parceiros que se focam em saúde mental são o Zenklub, a Clínica da Mente e a Khushiminds. Continua a ler para descobrires um pouco mais sobre cada um deles e como podes, com o teu cartão Coverflex, tirar partido do que oferecem.

Zenklub

O Zenklub é uma plataforma de saúde emocional que te dá acesso a conteúdo digital, várias ferramentas, e mais de 500 profissionais credenciados, entre eles psicólogos, terapeutas, psicanalistas, coaches e gurus do mindfulness. Podes tornar-te membro do Zenklub para teres acesso a condições especiais em consultas de psicanálise e psicologia online, e ainda a conteúdos personalizados para diferentes momentos da tua vida - como guias de meditação, testes e vídeos -, um diário de bem-estar emocional, um podcast (Zencast), e vantagens exclusivas. 

Ao usares o teu cartão Coverflex, tens 80% de desconto na primeira sessão. Todas as sessões do Zenklub são encriptadas e podes tê-las por vídeo, voz ou chat. Não interessa em que parte do mundo estás: os especialistas do Zenklub oferecem atendimento global 24 horas por dia, 7 dias por semana. 

Clínica da Mente

Os profissionais da Clínica da Mente estão disponíveis em qualquer uma das quatro localidades espalhadas pelo país - Braga, Porto, Coimbra e Lisboa - ou no conforto da tua casa, através de videochamadas. A clínica de psicoterapia especializa-se no tratamento de perturbações mentais e emocionais, como a depressão, a ansiedade, pânico, insónias, entre muitas outras patologias do foro mental e emocional.

Os profissionais credenciados da Clínica da Mente trabalham com um modelo psicoterapêutico diferente do convencional para mudar comportamentos, sentimentos ou pensamentos que afetam a saúde mental: o Modelo Psicoterapêutico HBM, que utiliza técnicas psicológicas validadas cientificamente e é regulado pela Sociedade Portuguesa de Psicoterapia HBM Um dos principais objetivos da Clínica da Mente é que seja possível a todas as pessoas, num futuro próximo, reverter a perturbação mental sem necessidade de recorrer a medicação.

Com o teu cartão Coverflex, podes usufruir de 10% de desconto em todas as sessões ou em packs da Clínica da Mente.

Khushiminds

A Khushiminds é uma plataforma que tem como objetivo reduzir o impacto das perturbações mentais e apostar na prevenção das mesmas, e promover a saúde mental nas comunidades, criando grupos de apoio de várias temáticas. 

Com uma equipa de psicólogos credenciados especializados nos mais diversos problemas emocionais e psicológicos, a Kushiminds dá-te as ferramentas para que possas investir no teu bem-estar emocional - com o teu cartão Coverflex, a primeira consulta é gratuita e as seguintes têm um desconto de 25%.

A Khushiminds tem ainda ao teu dispor uma linha de apoio psicológico, completamente gratuita, a que podes recorrer em momentos de crise, de forma a teres a ajuda de um dos psicólogos que esteja disponível no momento, por chamada de voz, vídeo, chat ou email.

Não adies mais. Investe na tua saúde mental.

Mais sobre 

Parcerias

Ver Todos