A

pesar de ser ainda um conceito um tanto ou quanto discreto, o coliving – que mistura a partilha de casa mas também de espaço de trabalho (coworking) – começa a seduzir alguns profissionais, atraídos pela ideia de viver no coração de uma grande cidade sem ter de gastar uma fortuna ou, pelo contrário, pela ideia de viver em comunidade longe das grandes metrópoles e em contacto direto com a natureza. 

O site Coliving.com descreve este conceito como “uma forma de viver e partilhar uma casa com outras pessoas que partilham os mesmos interesses”. E acrescenta: “O maior valor da coletividade é o acesso à comunidade. Estes espaços são especialmente concebidos para criar um ambiente inspirador para que as pessoas possam interagir e partilhar experiências entre elas.” 

Portugal não tem ficado para trás nesta tendência. A afirmar-se cada vez mais como um importante destino para os nómadas digitais – um tipo de profissionais normalmente muito adepto deste estilo de vida – de norte a sul do país já existem espaços de coliving que permitem partilhar morada. 

Algumas instalações estão abertas durante todo o ano, outras apenas durante períodos muito específicos. Aqui ficam alguns dos melhores espaços de coliving que podes encontrar em Portugal (ilhas incluídas): 

1. Selina Secret Garden 

O Selina tornou-se rapidamente num dos locais mais populares para os nómadas digitais que querem que Lisboa faça parte do seu roteiro de viagem. Este espaço – que é uma espécie de hotel para profissionais remotos – oferece uma vasta gama de opções de alojamento, desde os dormitórios mais simples e partilhados até às suites com maior comodidade e privacidade. Além disso, os hotéis Selina dispõem de uma sala comum, uma área de cowork, um rooftop, um bar e até uma piscina. E, claro, wi-fi de alta velocidade. Outro dado interessante: são pet friendly

2. Same Same 

O Same Same foi, talvez, um dos primeiros espaços de coliving a aparecer em Portugal, com uma proposta que junta o conforto de um lar à sensação de pertencer a uma comunidade. Situado bem no centro de Lisboa, em pleno bairro da Mouraria, um dos mais típicos da cidade, o alojamento é dividido em zonas partilhadas e zonas privadas. Além disso, conta com serviços de lavandaria, inclui mobiliário, eletrodomésticos, fornecimento de água, energia e limpeza. As estadias têm um mínimo de um mês e um máximo de seis meses. 

3. Smart Studios 

Mais a norte, no Porto, encontra-se o Smart Studios. É uma espécie de híbrido entre uma residência de estudantes e um coliving. Os estúdios, que funcionam em regime all inclusive estão totalmente equipados e mobiliados para alugar quer a profissionais, quer a estudantes, nas tipologias T0, T1, duplex e mobilidade reduzida.

4. Zmar 

Gostavas de viver e trabalhar num parque de campismo que te oferecesse as comodidades necessárias para realizares o teu trabalho? E onde, ao mesmo tempo, pudesses estar em contacto com a natureza e com outros campistas? O Zmar é o lugar para ti! Muito perto da Zambujeira do Mar, este é um refúgio em pleno campo alentejano. Conta com quase 300 casas de madeira, um parque aquático com três piscinas, atividades para crianças, eventos e workshops e, mais recentemente, o Eco Resort criou também pacotes especiais para profissionais em teletrabalho e nómadas. Vale a pena conhecer. 

5. Sunago 

Inevitavelmente conhecida pelo surf, a Ericeira acolhe cada vez mais visitantes de todo o mundo que passeiam pelas suas ruas estreitas e enchem os restaurantes de marisco. Aqui vais ter a sensação de que estás de férias todo o ano. Se gostas de desportos aquáticos e de um ambiente descontraído e ensolarado, estás no sítio certo. O Sunago combina as comodidades de um hotel com o espaço e a privacidade de uma habitação própria.

8. Calçada Guest House 

Se o que procuras é ter uma autêntica experiência algarvia, a Calçada Guest House é a opção certa. Com cama e pequeno-almoço, este espaço, localizado nas ruas mais antigas de Tavira, dispõe de uma sala comum, um terraço no telhado onde poderás relaxar e conviver, acesso a wi-fi gratuito em todas as partes da casa, assim como muitas outras comodidades. 

7. Quinta do Bom Despacho 

Já nas ilhas, mais propriamente nos Açores, a Quinta do Bom Despacho convida-te a viveres e trabalhares com outras pessoas inspiradoras de todas as partes do mundo. Mas o conceito é um pouco diferente dos demais: a ideia é que reduzas o teu custo de vida e que, ao mesmo tempo, aumentes a qualidade de vida. Como? Diminuindo a tua pegada carbónica e fazendo parte de uma comunidade. Nesta quinta ficarás alojado numa casa de família tradicional construída no século XVII, a apenas 15 minutos a pé do centro de Ponta Delgada, na Ilha de São Miguel.

Mais sobre 

Coverflex Recomenda

Ver Todos