N

a Coverflex, falamos muito sobre os detalhes da compensação flexível, sobre como funciona uma política de benefícios, quais os benefícios que cada empresa pode oferecer aos seus colaboradores, como tirar partido deles, entre muitas outras coisas. 

Hoje fazemos zoom out para contemplar o passo anterior: mas porque é que adotar uma política de benefícios flexíveis é uma boa ideia para as empresas? Quais os principais motivos para investir na compensação flexível para ajudar a gestão de custos na empresa e a maximizar o potencial de rendimento dos colaboradores? Há muitas respostas para estas perguntas, e variam de caso para caso, mas é muito provável que sejam relacionadas com algumas das que apresentamos aqui.

Vamos olhar para elas?

1. Ofertas diferenciadoras que ajudem a recrutar e reter talento

Com a “guerra pelo talento” no seu auge, numa fase em que nunca foi tão complicado recrutar pessoas, é reconhecida a importância e necessidade de as empresas se destacarem na oferta. Um pacote salarial que ofereça mais valor líquido ao final do mês para gerir despesas pessoais e familiares é sempre uma mais-valia para os colaboradores no momento de analisar uma oferta de trabalho — e ter essa oferta torna mais difícil tomar a decisão de abandonar um trabalho em prol de outro. 

2. “Personalização, personalização, personalização”

É a palavra de ordem dos RH para o presente e futuro. A oferta de benefícios não é algo novo (não viemos inventar a roda ao sugerir que empresas adotem políticas de benefícios!), mas grande parte das ofertas existentes tem um problema principal: a rigidez do que está disponível para recompensar os colaboradores faz com que cada solução seja aplicada a uns casos e não a outros. É frequente as empresas terem disponíveis os cheques infância ou até oferecerem seguro de saúde, que são benefícios que não se aplicam às circunstâncias de vida de todos os colaboradores, e há muitos que não beneficiam deles. Cada caso é um caso, somos todos diferentes e valorizamos coisas diferentes. Por isso, é importante considerar a diversidade de opções quando se decide o que oferecer em termos de políticas de benefícios: porque é a forma de criar um pacote salarial que pode ser realmente feito à medida de cada um, que acompanha as diferentes fases da vida e que dá acesso a opções suficientemente diversificadas para que haja uma resposta ajustada às necessidades de todos os colaboradores. 

3. Condições de trabalho flexíveis

No rescaldo de dois anos de uma pandemia que veio alterar a realidade prática do mundo do trabalho e da forma como trabalhamos, há muitas empresas que estão neste momento a deparar-se com a necessidade de tomar uma decisão acerca do modelo em que o trabalho é feito e gerido, de uma forma que funcione para as necessidades do negócio e para a segurança, bem estar e produtividade das suas pessoas. Essas decisões enquadram-se mais ou menos em 3 categorias: trabalho remoto, trabalho híbrido, e trabalho presencial. Se o dia-a-dia não passa pelo escritório, as propostas de valor das empresas alteram-se drasticamente: as condições de trabalho do escritório deixam de ser um fator de motivação para os colaboradores, as parcerias estabelecidas para facilitar o dia-a-dia no espaço geográfico à volta do trabalho deixam de ser aplicáveis a todos e a fórmula tradicional de compensar os colaboradores deixa de fazer sentido. É necessário repensar como as empresas criam valor para os colaboradores, o que pode passar por atribuir diferentes formas de compensação para além do salário, e por oferecer acesso a redes de descontos diversificadas e com aplicabilidade a nível nacional: é importante ter uma solução para cada colaborador.

4. Como apoiar a equipa

Os diferentes modelos de trabalho trazem diferentes desafios e o desgaste de dois anos de incerteza, insegurança e isolamento trouxeram à luz do dia novos problemas. Se muitas empresas notaram um aumento na produtividade durante os últimos dois anos, esses resultados vieram de mão dada com problemas de ansiedade, burnout e outras questões relacionadas com a saúde mental e física das pessoas. Um ambiente de trabalho seguro para os colaboradores, neste momento, pode exigir outras ofertas, como os seguros de saúde, a possibilidade de consultar profissionais de saúde mental com condições facilitadas e a disponibilidade para pagar o ginásio com recurso a condições melhores. Facilitar o acesso dos colaboradores a estes serviços faz muita diferença aos colaboradores e ajuda-os a sentirem-se apoiados e seguros.

5. Flexibilidade e agilidade na compensação das equipas

Um aumento salarial traz um custo acrescido muito elevado para uma empresa, o que, muitas vezes (e particularmente em altura de maiores dificuldades económicas), é motivo suficiente para não acontecer mesmo quando merecido. Para além disso, as condições de compensação de cada colaborador podem ser iguais todos os meses do ano, ou variar dependendo de resultados. Para dar resposta aos diferentes momentos de compensação dos colaboradores e para facilitar alguma agilidade às empresas na tomada de decisão acerca de melhorar condições salariais de membros da equipa, uma política de benefícios fiscais pode ser um fator decisivo.

6. Aumentar o envolvimento das pessoas

Colaboradores felizes, que se sentem vistos, reconhecidos e que têm as suas necessidades asseguradas, são colaboradores envolvidos e que entregam. Quando, no final do mês, cada pessoa tem acesso a mais valor líquido, com a possibilidade de tomar decisões no momento e sem compromissos, de forma simples e com muitas opções, há muitas preocupações das vidas diárias que são acalmadas e a gestão financeira de cada recurso é facilitada. 

7 simples passos para começar!

Se todos estes motivos vos fazem pensar que isto é o que falta à vossa empresa para cortar em custos ao mesmo tempo que aumenta o bem-estar financeiro da sua equipa, fizemos bem o nosso trabalho. E há mais: para perceber melhor aquilo que a Coverflex pode fazer pela vossa empresa, criámos uma forma inédita de aceder à nossa plataforma de forma 100% digital, autónoma, rápida e simples, em apenas 7 passos. Criar uma conta é gratuito e não precisa de burocracia desnecessária, trocas de emails, telefonemas ou recurso a documentos físicos. Podem decidir atribuir uma política de benefícios fiscais aos vossos colaboradores de manhã e à tarde ela já está ativa — independentemente do tamanho da empresa. 

Para perceber melhor, nada como meter a mão na massa: sigam para aqui e carreguem em “começar”.

Mais sobre 

Compensação

Ver Todos