Posts por 

Mariana Barbosa

Conversas

Startup with benefits

“De pequenino se torce o pepino”, dizem os antigos. O mesmo se aplica aos benefícios, mesmo numa fase inicial do negócio, defendem os empreendedores. Perdão, especialistas. Na hora de passar da ideia à prática, vale a pena olhar para a remuneração muito além do salário.
Conversas

A guerra do talento vai levar a um aumento dos vencimentos?

‍Os fatores de atração e retenção de talento são cada vez mais diversos e vão cada vez mais além do salário. Uma coisa em comum? Personalização. 
Conversas

Transparência salarial: como, quando e porquê?

A Finlândia anunciou estar a preparar uma lei que permite o acesso de cidadãos aos salários dos seus colegas de trabalho sempre que suspeitem de discriminação. A transparência, também salarial, é uma tendência para reduzir desigualdades: em que ponto estamos em Portugal?
Compensação

Seis em cada 10 trabalhadores em Portugal têm benefícios flexíveis. Flexibilidade na remuneração aumenta com flexibilidade no trabalho

Estudo realizado pela Coverflex, e com o apoio da APG, recolheu respostas de 814 participantes durante três semanas. O regime híbrido é a lógica de trabalho mais comum entre os inquiridos em todo o país e 60% dos trabalhadores gostaria de experimentar lógica de trabalho de quatro dias semanais.
Conversas

​​Benefícios flexíveis: quais os maiores desafios?

Dimensão, diversidade e setor são algumas das características a ter em conta na hora de definir a oferta de benefícios flexíveis na sua empresa.
Conversas

Remuneração: onde começa o salário emocional?

A definição é vasta, garantem os especialistas. Salário emocional define-se pela forma como os colaboradores se sentem motivados e envolvidos com a organização e descreve muito mais do que a remuneração paga, por cada empresa, às suas pessoas, como recompensa pelo seu trabalho. Aulas de ginástica, ioga, um escritório confortável, orçamento para trabalho remoto, atividades em equipa ou encontros informais são, muitas vezes, impulsionadores de um melhor envolvimento das pessoas com as organizações, criando uma cultura de cooperação e colaboração que eleva o salário emocional a cada mês.
Conversas

Contabilidade colaborativa: quando, porquê e como começar?

Nos últimos anos, tudo mudou nos escritórios de contabilidade: o trabalho e a burocracia, a necessidade de uma maior flexibilidade e o processamento salarial pouco prático fizeram repensar a forma como empresas e contabilistas interagem. Mas, como tornar esta dinâmica ainda mais colaborativa?
Conversas

Gestão de benefícios, um futuro cada vez mais presente

Nos últimos anos, a gestão de pessoas tem assistido a uma transformação profunda nas suas práticas e conceitos, muito acentuada depois do início da pandemia. Há 21 anos na área de recursos humanos, Nuno Simões aponta as diferenças na forma como a remuneração era vista no passado, em comparação com a atualidade. “Olhávamos para uma coisa muito direta. O vencimento-base era a forma mais fácil de pagar às pessoas, e depois a variável (prémios e alguns benefícios). (...) Benefícios distintivos eram o seguro de saúde (próprio ou para familiares), descontos em compras eram mais diretos”, assinala o Human Capital Director da PwC Portugal, Cabo Verde e Angola.